Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A administração frequente de injeções de ácido hialurónico nos joelhos com artrose, pode proporcionar resultados bastante favoráveis a muitos doentes. O ácido hialurónico é o principal constituinte do líquido sinovial, o lubrificante natural das articulações e tem vindo a ser largamente utilizado como complemento nos protocolos terapêuticos de condromodulação, para as situações de artrose do joelho e do tornozelo.

Cientistas em Espanha de vários centros médicos, efectuaram durante um período de 40 meses, um estudo com um número de doentes bastante alargado, em que foram efectuados quatro ciclos de tratamento, com cinco injecções intra-articulares em cada um deles, e chegaram à conclusão de que um número significativo desses doentes apresentaram uma melhoria clínica com consistência, que na generalidade se manteve durante o período de um ano, após a efectivação do último ciclo de tratamento.
Nas suas conclusões e para além da já mencionada significativa redução dos sintomas como, dor, inchaço, rigidez, sugerem ainda que as injecções repetidas e frequentes com o ácido hialurónico, podem promover uma modificação da evolução natural da doença da cartilagem do joelho.
Em comentário a este estudo, Francisco Santos Silva, um dos pioneiros no nosso país na utilização do ácido hialurónico na artrose do joelho, lembra que deve ter-se sempre presente a noção de que “para se obterem resultados com consistência e com um adequado custo-beneficio, a administração intra-articular de ácido hialurónico, apenas deve ser levada a efeito em doentes seleccionados mediante um adequado critério, que não em todo e qualquer joelho com artrose” como com bastante frequência se vai constatando.