Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O Governo do Distrito Federal assumiu o compromisso de inaugurar obras totalmente acessíveis a pessoas com algum tipo de dificuldade de locomoção. É o que garante a coordenadora técnica da Comissão Permanente de Acessibilidade do GDF, Márcia Muniz. Segundo ela, em 2010 várias ações importantes foram tomadas pelo governo neste sentido.

No mês de dezembro, por exemplo, foi inaugurado o Programa de Acessibilidade do Metrô-DF, voltado para o atendimento ao público com algum tipo de deficiência. Além disso, atualmente, 33% da frota de ônibus e micro-ônibus do DF são acessíveis, totalizando 950 unidades na cidade.

O governo também publicou duas portarias que descentralizam recursos para a Secretaria de Obras, que irá executar construções com acessibilidade e mobilidade nas áreas do Hospital de Base e do Hospital de Ceilândia. Obras recentemente inauguradas, como a Fonte Luminosa e a Rodoviária Interestadual, já possuem as adaptações adequadas.

Grupo de Trabalho

O governo ainda conta com um Grupo de Trabalho de Acessibilidade da Agência de Fiscalização (Agefis), responsável pela vistoria das edificações de uso público e coletivo do DF e cidades do Entorno. Durante todo o ano, a missão da equipe é verificar as condições de acessibilidade em locais como escolas, faculdades, hospitais, hotéis e shoppings.

Segundo a coordenadora do grupo, Gaby Galvão Silveira Mello, o objetivo é promover a adequação dos locais fiscalizados. “Antes de multar, conversamos com os responsáveis pelos estabelecimentos sobre a necessidade de execução da acessibilidade. Essa é a nossa prioridade”, destacou a coordenadora.

Ainda segundo ela, neste mês foi iniciado um trabalho voltado para a Copa do Mundo de 2014. “Vamos fiscalizar locais públicos como bares, shoppings e hotéis que estarão próximos aos locais onde acontecerão os jogos. Até lá, tudo deverá estar acessível aos portadores de necessidades especiais”, garantiu, lembrando que os estabelecimentos com as estruturas corretas vão receber um Selo de Qualidade de Acessibilidade. Segundo o grupo, em 2010 foram aplicados 55 laudos de vistoria e sete autos de infração em edificações do DF, que não se encontravam dentro das regras de acessibilidade.

Comentários (0)

Classificado 0 em 5 com base em 0 votos
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixe seus comentários

  1. Publicar comentário como convidado.
Rate this post:
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhe sua localização
Digite o texto apresentado na imagem abaixo