Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Começa nesta quarta-feira, às 14h, o 3º Forme Consciente, o Fórum Municipal Educacional de Conscientização à Inclusão do Deficiente, em Taubaté. O evento é direcionado aos médicos, terapeutas, psicólogos, professores, estudantes, deficientes e público em geral. O objetivo do fórum é conscientizar a sociedade sobre a necessidade de inserção de pessoas com algum tipo de deficiência.
Ao todo, serão ministradas 38 palestras, reunindo nomes como o do Professor Dr. Romeu Sassaki, especialista em inclusão e consultor da CNBB. O evento também vai contar com palestrantes internacionais, como o professor José Pacheco, de Portugal, fundador da Escola da Ponte, uma referência mundial devido à sua filosofia de educação inclusiva. Além das palestras, vão ter também workshops e salas de discussão.

Em 2010, o tema do fórum é "Vivenciando a inclusão e respeitando a diversidade". Até o momento se inscreveram 2.364 pessoas. As inscrições são gratuitas. Ainda há vagas para quem deseja participar de algumas palestras. Outras informações no site da prefeitura de Taubaté.

Na quinta e na sexta-feira o evento tem início às 8h30 e término às 17h30 (com café e almoço). Todo o evento ocorre nas dependências do CEMTE, Centro Educacional Municipal Terapêutico Especializado. O Centro conta com ações preventivas, atendimento especializado em habilitação e reabilitação de pessoas portadoras de necessidades especiais auditivas, visuais, paraplégicas e mentais. A escola conta ainda com veículos adaptados para o transporte de pessoas com capacidade física reduzida.


PALESTRAS:

Dia 25/08/2010 (quarta-feira)
- Vulnerabilidade do jovem com deficiência intelectual ao HIV/AIDS
- Diversidade sexual e o deficiente
- Oficina: Sexualidade e deficiência. Como orientar?
- Oficina: Direitos reprodutivos do deficiente
- Benefícios da atividade física na lipodistrofia

Dia 26/8/2010 (quinta-feira)
- Roda de conversa: Quando a pessoa com deficiência intelectual resolve ter filhos, o que fazer? Apoiar ou reprimir?
- Neurodesenvolvimento e aprendizagem: a neurociência em ação
- Educação inclusiva
- Aluno inclusão: Ser ou não ser?
- Arte, meio ambiente e inclusão
- Sensibilização para a acessibilidade social e física da pessoa com deficiência
- Novas perspectivas de inclusão na vida escolar: planejamento em sala de aula
- Benefícios de prestação continuada e perícia médica
- Síndromes genéticas e autismo
- Toxina Botulínica: benefícios e complicações da sua aplicação em pacientes com paralisia cerebral
- Adequação curricular para inclusão de pessoas portadoras de DAC
- Viver Inclusão: motivacional e conscientização dos deficientes visuais
- A legislação brasileira como instrumento de inclusão social
- Programa de Oficinas de Treinamento e Empregabilidade

Dia 27/8/2010 (sexta-feira)
- Roda de conversa: Adequação curricular para a inclusão da pessoa com deficiência
- Paralisia Cerebral: abordagem clínica, cirúrgica e equoterapia
- Inclusão não rima com solidão
- Inclusão e dignidade da pessoa humana
- Acolhimento familiar
- Equoterapia como instrumento de inclusão
- Educação inclusiva com os pingos nos is
- O ser especial na literatura
- A influência e reflexos da Internet na vida sexual da pessoa com deficiência
- Efeitos das medicações nas pessoas com deficiência
- Identificação e reabilitação do deficiente auditivo
- O diagnóstico e intervenção nas deficiências auditivas
- Projeto nacional Aparelho Auditivo da USP
- Projeto Fonem e saúde auditiva na criança

Comentários (0)

Classificado 0 em 5 com base em 0 votos
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixe seus comentários

  1. Publicar comentário como convidado.
Rate this post:
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhe sua localização
Digite o texto apresentado na imagem abaixo